Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. Não é intenção prejudicar alguém com a divulgação das fotos em questão nem tão pouco lucrar com as mesmas. O email de contacto está disponível no perfil .
Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Alguém escreveu assim ...

 

 

 

 

 

 

A corda a que luto por me manter agarrado

é feita de espinhos... arame farpado

escorre o sangue por entre os dedos

morre a esperança de tantos medos

 

Oiço voz dentro de mim

que fala enquanto luto

diz : "deixa chegar o fim ... "

mas finjo que não a escuto...

 

Porque não largas se magoa ?

deixa-te ir... talvez  não doa ...

Porque agarras o que não foi ?

Porque te agarras se te dói ?

Deixa-te ir ... larga de uma vez ...

deixa-te cair esta ultima vez

 

A força com que te agarras

apenas abre mais as feridas

não vês que te amarras

a coisas já perdidas ?

 

E o sangue quente sai espesso...

fruto dessa memória

de um passado sem regresso

de uma frase dessa história

 

Larga não sintas medo

porque o mundo não acaba.

Não vês que ainda é cedo ?

é só um sonho que desaba.

 

Prometo que não é  morte

larga ... não queiras mais.

Não queiras ser mais forte

que o comum dos mortais.

 

Larga essa corda que te rasga a carne

Muda a página chegaste ao fim

Não tens mais nada que ler

Alguém escreveu assim ...

 

 

jmack

 

 

 

 

 

 

 

 

 


deixado aqui por J.C. às 13:45
link do post | comentar | favorito
|
20 comentários:
De pingodemel a 5 de Agosto de 2008 às 14:14
olá jmack
alguém escreveu assim e escreveu muito bem, aliás já te tinha dito que acho que escreves muito bem...
...mas tens razão ás vezes não nos conseguimos afastar do que nos doi porque achamos que apesar de doer ainda pode fazer sentido...
um abraço


De J.C. a 6 de Agosto de 2008 às 08:16
e assim se explica ... o que não tem explicação ...

um abraço mel

jmack


De Subjectividades a 5 de Agosto de 2008 às 14:38
Olá Amigo!
Se alguém escreveu assim foi porque alguém escreveu assim??
Largar a corda ou não só depende de nós bem no fundo de nós sabemos sempre a resposta, chegar lá é que não é fácil!
Gostei imenso deste post!

Abraço


De J.C. a 6 de Agosto de 2008 às 08:20
saber a resposta é facil ... chegar lá tambem

agir ! tomar acção ... isso talvez seja o mais dificil ...

abraço

jmack


De Emanuela a 5 de Agosto de 2008 às 23:13
Lindo, lindíssimo!!!
Vou adicioná-lo aos meus favoritos
Beijinhos


De J.C. a 6 de Agosto de 2008 às 08:22
obrigado emanuela ...
favoritos ? talvez seja demais não ?

abraço

jmack


De Emanuela a 27 de Novembro de 2010 às 00:14
Hoje voltei a ler e não achei que foi demais adicionar aos favoritos! É mesmo lindo,sentido!
Tomara que tenhas superado a dor...
Parabéns!


De J.C. a 27 de Novembro de 2010 às 12:59
O que te posso dizer é que a vida continua sempre e o tempo passa sempre ... um dia as coisas estão longe e no outro voltam aqui para perto.

abraço

Jmack


De Emanuela a 4 de Dezembro de 2010 às 12:13
E eu, o que posso te dizer é que gostei de te rever por aqui. Sei como são estas coisas de "um dia as coisas estão longe e no outro voltam aqui para perto".Também sinto muito isto.

Beijinhos amigo. Bom te ver!



De Gaja a 5 de Agosto de 2008 às 23:46
Bonito poema.

O mundo não acaba...poderá até tornar-se melhor. É uma questão de paciência.

Gosto das tuas fotos.
Gosto das tuas palavras.
Gosto de ti.

Bj da Gaja


De J.C. a 6 de Agosto de 2008 às 08:37
Obrigado Gaja ...

Obrigado por tornares este mundo um bocadinho melhor. Um beijo, um abraço ... e sei lá que mais.

Também gosto de ti ... é uma questão de paciência.


jmack




De adnirolfpa a 6 de Agosto de 2008 às 17:05
as "cordas" a que nos ligamos para a sobrevivencia mental, são sempre cordas feitas de dor e de magoas, por vezes de erros e de arrependimentos, mas, são essas "cordas" que nos mantém á tona da agua que vai turbulenta e de corrente forte. Nem sempre larga-las é o melhor.
Gostei muito, mesmo muito de te ler.
Continua a gravar na pedra os teus sentimentos.
É uma das formas de exorciza-los.
Beijinho


De J.C. a 26 de Setembro de 2008 às 13:21
muito obrigado


um abraço

jmack


De Fisga a 19 de Setembro de 2008 às 17:34
Olá: Nas minhas voltas e revira voltas, encontrei, li e não resisti a tanta beleza. Então Resolvi fazer duas coisinhas. A primeira, dizer que é um poema com uma mensagem cheia de um conteúdo muito pertinente, mas real. Segundo, Não podia deixar de adicionar aos meus favoritos, porque sou fanático por poesia, e diga-se em abono da verdade, um poema desta craveira, merece divulgação. Um abraço.


De J.C. a 20 de Setembro de 2008 às 03:19
obrigado pelo comentário e pela visita ...

são só palavras ... mas muito obrigado

jmack


De Júlia a 22 de Setembro de 2008 às 14:02
Quem? Quem escreveu?
Magnífico.


De J.C. a 26 de Setembro de 2008 às 13:22
acho que fui eu ...

um abraço

jmack


De inezteves a 26 de Setembro de 2008 às 08:11
Demais...
Não tive força pra largar,mas arrebatarram-me das mãos!
Talvez se tivesse lido antes, teria mais orgulho agora!


De J.C. a 26 de Setembro de 2008 às 13:23
o orgulho morre cedo ...

abraço

jmack


De Maraísa a 25 de Junho de 2010 às 21:07
Olá jmack
postei sua poesia no meu blog
*-*
se quiser que eu a retire entre em contato comigo no meu blog


Comentar post

Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30


o que eu digo

Não tenho sono ... aturem...

Amanhã ...

8000

Alguém escreveu assim ......

O cemitério dos sonhos

Algum dia havia de ser .....

É só para dizer ...

O vazio

Equipamento

O 25 ...

posts recentes

1 Ano

Sigma 10-20mm 1º ensaio

na esquina ...

está aí alguém ?

tão longe ...

prenda para mim ...

gata 2

gata 1

Filtro 6

Filtro 5

Filtro 4

chaminé

Filtro 3

Já se foram todas ...

Filtro 2

Filtro 1

Não tenho sono ... aturem...

sonhos em infravermelho 8

sonhos em infravermelho 7

os que não partiram 7

os que não partiram 6

lágrima

para comentar nº 24

espanto

para comentar nº 23

livres

golfinhos

retrato

uma morte, uma vida ...

depois da chuva

os que não partiram 5

somewhere

queimado

café

elevador da bica

sonhos em infravermelho 6

um caminho

passagem

Os pássaros

Longe

chuva

Azul

Pessoas ...

Preto e Branco

gnoma

11 de setembro

não basta

Piano

Amanhã ...

I dont care ...

outros tempos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

tags

todas as tags

por onde ficar

procurar por aqui

 

Galeria

badge

contadores

View blog authority
hit counter

jmack

subscrever feeds