Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. Não é intenção prejudicar alguém com a divulgação das fotos em questão nem tão pouco lucrar com as mesmas. O email de contacto está disponível no perfil .
Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons
Domingo, 11 de Maio de 2008

Cão da morte

 

 

 

No calor da febre que me alaga toda a fronte
Sinto o gume frio da navalha até ao osso
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
E a luz do sol a fraquejar no horizonte
Já desfila trémulo o cortejo do passado
Que me deixa quedo, surdo e mudo de pesar
Vejo o meu desgosto na beleza do teu rosto
Sinto o teu desprezo como um dardo envenenado

Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti

Sopra forte o vento na fogueira que arde em mim
Sinto a selva agreste nos batuques do meu peito
No cruel caminho em que me lança o desespero
Sinto o gelo quente do inferno do meu fim
No calor da febre que me alaga toda a fronte
Sinto o gume frio da navalha até ao osso
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
E a luz do sol a fraquejar no horizonte

Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti

Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço
Sinto o cão da morte a bafejar no meu pescoço

Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti
Morro Morro No altar de ti

 

 

 

Mão morta - Cão da morte

 

 

 

 

 


deixado aqui por J.C. às 04:32
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Lyra a 11 de Maio de 2008 às 19:19
A verdadeira esperança é uma qualidade, uma determinação heróica da alma. E a mais elevada forma de esperança é o desespero superado! Não concordas?

Beijinhos e até breve.

;O)


Comentar post

Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30


o que eu digo

Não tenho sono ... aturem...

Amanhã ...

8000

Alguém escreveu assim ......

O cemitério dos sonhos

Algum dia havia de ser .....

É só para dizer ...

O vazio

Equipamento

O 25 ...

posts recentes

1 Ano

Sigma 10-20mm 1º ensaio

na esquina ...

está aí alguém ?

tão longe ...

prenda para mim ...

gata 2

gata 1

Filtro 6

Filtro 5

Filtro 4

chaminé

Filtro 3

Já se foram todas ...

Filtro 2

Filtro 1

Não tenho sono ... aturem...

sonhos em infravermelho 8

sonhos em infravermelho 7

os que não partiram 7

os que não partiram 6

lágrima

para comentar nº 24

espanto

para comentar nº 23

livres

golfinhos

retrato

uma morte, uma vida ...

depois da chuva

os que não partiram 5

somewhere

queimado

café

elevador da bica

sonhos em infravermelho 6

um caminho

passagem

Os pássaros

Longe

chuva

Azul

Pessoas ...

Preto e Branco

gnoma

11 de setembro

não basta

Piano

Amanhã ...

I dont care ...

outros tempos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

tags

todas as tags

por onde ficar

procurar por aqui

 

Galeria

badge

contadores

View blog authority
hit counter

jmack


ver perfil

seguir perfil

. 38 seguidores

subscrever feeds