Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. Não é intenção prejudicar alguém com a divulgação das fotos em questão nem tão pouco lucrar com as mesmas. O email de contacto está disponível no perfil .
Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons

Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Porto Brandão e um escaldão ...

 

 

 

Pois bem dois dias de folga ... aproveitei para ir dar uma volta a Lisboa, apetecia-me ir fazer umas fotografias a Porto Brandão desde que soube lá existir um asilo abandonado. Mochila com a maquina e objectivas ás costas, ver a previsão do tempo, 30 graus ... bah o que é isso aqui chega a passar dos 40 por isso aguenta-se bem havia também um aviso sobre as radiações ultravioletas que iam ultrapassar o normal... pois bem filtro UV para as objectivas também vai na mochila. Apanha-se o Trafaria Praia ( ferry ou cacilheiro como lhe quiserem chamar ) em Belém ... e alguns minutos depois chega-se á outra margem, Porto Brandão uma pequena localidade ali metida no meio de um pequeno vale que desce para o rio rodeada de enormes depósitos de combustível...

 

 

Á primeira vista é a desilusão , apenas um pequeno amontoado de casas degradadas e dois ou 3 restaurantes num largo pequeno perto do cais de desembarque nem pescadores, nem sequer gaivotas ali havia, até os pequenos barcos típicos nestes locais pareciam desinteressantes... meia dúzia de tipos com ar suspeito tentavam tirar da agua suja o almoço ou o jantar de acordo com o que diziam a quem passava... Um cão com uma bandeira de Portugal atada ao pescoço descansava á sombra de língua de fora... como eu o compreendo.

 

 

Mas eu sabia ao que ia, o velho asilo abandonado que domina uma colina vizinha a Porto Brandão, um edifício enorme ali simplesmente abandonado á espera de umas fotografias, tirei umas fotos rápidas por ali e decidi começar a caminhar, tinha na cabeça a imagem que  tinha visto no google earth e sabia que tinha que subir e depois virar á direita, lá fui a verdade é que sentia a pele a arder ... lembro-me de ter pensado ... irra que o calor aqui é diferente do alentejano ... não sei quanto caminhei na subida mas não foi muito ... era insuportável a sensação de ardor na pele e o calor. tinha levado apenas uma agua pequena que depressa desapareceu ... não dava mais ... sabia que estava perto da curva que tinha visto mas nem uma sombra havia por ali, era meio dia e decidi voltar para trás o calor estava insuportável.

 

 

No bar do cais comprei uma cola e uma agua que bebi depressa demais e perguntei ao empregado  se o asilo era fechado ou vigiado ... disse-me que sim e que até tinha o numero  do tipo que o guardava ... perguntou se eu o queria ... não sei porquê disse que não.  Estava cansado e transpirava em fio ... parecia que a agua que bebia saia directamente de todos os poros do corpo ... tinha  que esperar quase uma hora pelo Marvila o outro cacilheiro que vai até Porto Brandão ... então tirei as fotografias dali mesmo da sombra do cais de embarque, deixo-vos esta e depois tento "postar" o resto.

 

 

Finalmente o Marvila chegou ... a viagem foi ràpida e o vento sabia bem, apenas 3 pessoas iam no barco sem contar com a tripulação. Eu, uma senhora e a sua filha pequena que levava uma maquina fotografia e ia fotografando como eu as coisas que lhe chamavam a atenção ... não pude deixar de sorrir apesar do desconforto apenas diminuído pelo vento. A meio da viagem cruzamo-nos com um grande veleiro Clipper o Stad Amsterdam e no porto de Lisboa estavam o Independence of the Seas que fotografei e o Queen Mary 2 da Cunnard  (depois deixo as fotos aqui). Chegado a Belém ... foi meter-me num táxi e fugir do sol !!!

 

 

Conclusão este passeio e mais outros bocados que passei ao sol valeu-me uma valente insolação, tenho os braços, as mãos, o rosto, o nariz e a cabeça queimados de tal maneira que qualquer calorzinho ou toque me faz torcer de dor, a luz do sol então nem pensar !!! Resumindo não fui trabalhar ... era tortura demais ! Vou tentar nos próximos dias deixar mais fotografias por aqui. Como se não bastasse ... foram dias de azar ... o ar condicionado da casa da minha irmã morreu, ao tentar reparar aquilo espetei uma faca num dedo, mas arranjei-o ... afinal um homem é um homem !!! Parti uma lente da maquina fotográfica e não tive tempo para fotografar o meu sitio preferido. Eu sei lá ... não foi uma folga muito boa.

 

jmack

 

 

P.s. : Sabem aquele vídeo do filtro solar que passam o tempo a mandar para o meu email ? 

          Hoje faz todo o sentido. Há pois é ....

 

 

 

 

 


deixado aqui por J.C. às 20:25
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30


o que eu digo

Não tenho sono ... aturem...

Amanhã ...

8000

Alguém escreveu assim ......

O cemitério dos sonhos

Algum dia havia de ser .....

É só para dizer ...

O vazio

Equipamento

O 25 ...

posts recentes

Porto Brandão e um escald...

outros tempos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

tags

todas as tags

por onde ficar

procurar por aqui

 

Galeria

badge

contadores

View blog authority
hit counter

jmack


ver perfil

seguir perfil

. 38 seguidores

subscrever feeds