Uma vez que a maioria das fotografias foram feitas em locais públicos mas sem autorização dos intervenientes, se por qualquer motivo não desejarem que sejam divulgadas neste blog entrem em contacto comigo para que sejam retiradas de imediato. Não é intenção prejudicar alguém com a divulgação das fotos em questão nem tão pouco lucrar com as mesmas. O email de contacto está disponível no perfil .
Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Alguém escreveu assim ...

 

 

 

 

 

 

A corda a que luto por me manter agarrado

é feita de espinhos... arame farpado

escorre o sangue por entre os dedos

morre a esperança de tantos medos

 

Oiço voz dentro de mim

que fala enquanto luto

diz : "deixa chegar o fim ... "

mas finjo que não a escuto...

 

Porque não largas se magoa ?

deixa-te ir... talvez  não doa ...

Porque agarras o que não foi ?

Porque te agarras se te dói ?

Deixa-te ir ... larga de uma vez ...

deixa-te cair esta ultima vez

 

A força com que te agarras

apenas abre mais as feridas

não vês que te amarras

a coisas já perdidas ?

 

E o sangue quente sai espesso...

fruto dessa memória

de um passado sem regresso

de uma frase dessa história

 

Larga não sintas medo

porque o mundo não acaba.

Não vês que ainda é cedo ?

é só um sonho que desaba.

 

Prometo que não é  morte

larga ... não queiras mais.

Não queiras ser mais forte

que o comum dos mortais.

 

Larga essa corda que te rasga a carne

Muda a página chegaste ao fim

Não tens mais nada que ler

Alguém escreveu assim ...

 

 

jmack

 

 

 

 

 

 

 

 

 


deixado aqui por J.C. às 13:45
link do post | comentar | favorito
20 comentários:
De adnirolfpa a 6 de Agosto de 2008 às 17:05
as "cordas" a que nos ligamos para a sobrevivencia mental, são sempre cordas feitas de dor e de magoas, por vezes de erros e de arrependimentos, mas, são essas "cordas" que nos mantém á tona da agua que vai turbulenta e de corrente forte. Nem sempre larga-las é o melhor.
Gostei muito, mesmo muito de te ler.
Continua a gravar na pedra os teus sentimentos.
É uma das formas de exorciza-los.
Beijinho


De J.C. a 26 de Setembro de 2008 às 13:21
muito obrigado


um abraço

jmack


Comentar post

Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob Licença Creative Commons

Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30


o que eu digo

Não tenho sono ... aturem...

Amanhã ...

8000

Alguém escreveu assim ......

O cemitério dos sonhos

Algum dia havia de ser .....

É só para dizer ...

O vazio

Equipamento

O 25 ...

posts recentes

1 Ano

Sigma 10-20mm 1º ensaio

na esquina ...

está aí alguém ?

tão longe ...

prenda para mim ...

gata 2

gata 1

Filtro 6

Filtro 5

Filtro 4

chaminé

Filtro 3

Já se foram todas ...

Filtro 2

Filtro 1

Não tenho sono ... aturem...

sonhos em infravermelho 8

sonhos em infravermelho 7

os que não partiram 7

os que não partiram 6

lágrima

para comentar nº 24

espanto

para comentar nº 23

livres

golfinhos

retrato

uma morte, uma vida ...

depois da chuva

os que não partiram 5

somewhere

queimado

café

elevador da bica

sonhos em infravermelho 6

um caminho

passagem

Os pássaros

Longe

chuva

Azul

Pessoas ...

Preto e Branco

gnoma

11 de setembro

não basta

Piano

Amanhã ...

I dont care ...

outros tempos

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

tags

todas as tags

por onde ficar

procurar por aqui

 

Galeria

jmack


ver perfil

seguir perfil

. 38 seguidores

subscrever feeds